sábado, 25 de abril de 2009

25 DE ABRIL SEMPRE


Hoje é um dia feliz. Hoje é um dia muito feliz. Hoje é o dia mais feliz da historia de Portugal.

Hoje festejam-se 35 anos sobre o dia em que um grupo de Homens e Mulheres, um grupo de Herois, decidiram, pondo-se em maximo risco, salvar uma Nação, um Povo, de um fantasma, de algo tao atroz, tao feio, tao desumano, que mesmo não o tendo vivido, tenho menos 10 anos que a Revolução, me assusta só de pensar... Assusta-me mesmo muito.

Muitos vultos ja falaram e felizmente vao continuar a falar sobre este dia, perdendo eu qualquer margem para poder acrescentar algo perante tamanha grandeza e genialidade, limito-me portanto a agradecer, a agradecer muito, de forma tao emocionada como sentida, a todos os Herois que directa ou indirectamente, me deixaram o maior legado, e me deram, a mim e a toda a minha geração, a maior prenda que algum Heroi pode dar

A LIBERDADE

terça-feira, 21 de abril de 2009

Prós e Contras

Foi com muita curiosidade que ontem dediquei a minha noite a assistir em exclusividade ao debate com os 5 cabeças de lista as proximas eleiçoes europeias, e sinceramente, depois de assistir ao debate do inicio ao fim não retirei nenhuma novidade nem tive nenhuma surpresa, pelo menos total, apenas uma meia surpresa. Essa meia surpresa chama-se Nuno Melo, que mesmo defendendo ideias e ideais dos quais, na esmagadora maioria, come é obvio nao partilho, se demonstrou um bom candidato para o seu partido e acima de tudo um eximio politico e um homem bastante inteligente.

Em relação a todos os outros, mais do mesmo, para o bem e para o mal. Um Vital Moreira excelente, dominando todas as tematicas, sabendo sair por cima de todos os ataques, e vencendo todos os debates, mesmo nos momentos, e nao foram poucos, em que se revelava uma luta de 4 contra 1, em que numa irmandade completamente contra-natura, todos os outros se aliavam para tentar atacar Vital Moreira, de forma mais ou menos correcta.

De resto penso que a palavra chave do debate, como em quase todas as situações da vida, foi INTELIGENCIA. Ou seja os mais inteligentes (Vital Moreira, Miguel Portas e Nuno Melo) acabaram por sair vencedores, com maior ou menor margem mas vencedores, e os restantes confirmaram a triste e palida imagem que sempre transmitiram, de um deserto de ideias, onde entre eles os separa a forma mas nao o vazio, vazio esse que o candidato Social Democrata tenta disfarçar, de forma inutil, com o levantar de voz, a tentativa de ataques pessoais e a deselegancia, numa quase cópia não oficial, e que promete com o aumentar do panico ser ainda pior de Nuno Morais Sarmento, que talvez ele julgue ser uma especie do "força de vontade", talvez normal ou pelo menos compreensivel de quem deve sentir o peso e a falta de margem resultante de nem no seu partido ser visto como um bom candidato, ou pelo menos como um candidato razoavel.

O caso Comunista nao deixa de ser tambem triste, pois trata-se de um vazio que ja nem tenta ser disfarçado, baseado num discurso pardacento, bafiento cada vez mais imagem de marca do Partido Comunista actual, que ontem foi ainda agravado em duas situações, em que de forma quase comovente, a eterna candidata comunista, saiu em salvação de um candidato social democrata que demonstrava nao ser capaz de responder a questoes que se impunham, tentando convencer, e que sabe convencer-se, que essas mesmas questoes seriam "politiquices", salvando assim o candidato Social-Democrata, qual menino Tonecas, com a lição mal preparada, sem ter a mais pequena ideia de que resposta dar, de responder a questões pertinentes. É sempre bonito ver o apoio e a solidariedade.

Novas Fronteiras Vital Moreira


Sabado dediquei a minha tarde às eleiçoes europeias e a Vital Moreira, como socialista e europeista que sou não podia declinar o convite que me foi feito, como militante socialista, em estar presente em mais uma edição das Novas Fronteiras, conceito esse tao injustamente esquecido por todo o universo não socialista, principalemnte pela comunicação social, que não da a cobertura merecida a um dos mais uteis e brilhantes espaços de debate nacional.

Esta ediçao das Novas Fronteiras tinha um tema muito definido, Nós Europeus e apresentação das listas do Partido Socialista para as eleiçoes europeias de 7 de Junho próximas.

Assisti mais uma vez, como sempre, a um espaço de apresentação de ideias e ideais, aberto, desempoeirado, positivo e construtivo (algo cada vez mais raro nos dias que correm), onde pude aprender com varias personalidades do nosso pais, muitas delas independentes, e ter acesso a novas visões sobre a tematica, visoes essas ricas devido a divergencia de campos de onde vinham.

No final, como seria obvio, discurso do Sectretário Geral José Socrates, e do cabeça de lista Vital Moreira. Discursos esses marcados por todas as qualidades que lhes reconheço:inteligencia, saber, positivismo e acima de tudo VONTADE.

Estas eleiçoes revestem-se de uma importancia fulcral, primeiro porque cada vez mais somos europeus, e cada vez é maior a parcela das decisoes que nos influenciam directamente que sao tomadas e definidas no Parlamento Europeu, e depois porque é importante que o povo portugues dê uma demonstração de inteligencia e saiba compreender a importancia destas eleiçoes, e que demonstre tambem que ao contrario das campanhas de estupidificaçao protagonizadas pela esmagadora maioria dos partidos da oposição, os portugueses sabem que estas eleiçoes sao europeias, sim europeias, e que os portugueses sao inteligentes o suficiente para reconhecerem quem trabalha, quem apresenta soluçoes e quem quer e sabe de facto como lidar com a situação actual.


Força Vital Moreira!


domingo, 19 de abril de 2009

Declaração de Interesses

Como não poderia deixar de ser, um blog com este nome exige logo no dia de inauguração uma declaração de interesses. Não vou no entanto revelar ja tudo, mas ha dois temas que sei serão particularmente polémicos, por isso desde já, orgulhosamente me assumo Socialista e Portista, ambos por devoção e paixão.
mais uma vez acabo com uma pergunta: ja que todos nos como seres humanos que somos, não conseguimos nunca, por muito que o tentemos, ser totalmente imparciais, não seria interessante que todos fizessem uma declaração de interesses honesta e directa?

sábado, 18 de abril de 2009

Inicio

E assim abro um espaço onde vou mostrar um pouco de mim, da minha visão sobre as mais variadas situaçoes.
Não faço previsões sobre quanto tempo este blog vai durar, com que frequencia vai ser actualizado ou sobre que temas vou aqui escrever. Vou deixar este blog crescer naturalmente, mas como me conheco minimamente aposto que vou postar aqui sobre todos os temas que me agradam, e outros que nao me agradando fazem parte da minha vida e mexem comigo o sufiente para mereceram algumas linhas.
Confesso no entanto que a politica é uma paixão, e um tema que acredito venha a ser rei neste blog, mas n vai reinar sozinho, porque futebol, moda, cozinha, musica e muitos outros tambem tem um papel muito importante nos meus prazeres, e é isso que quero que este blog seja a cima de tudo, um prazer para mim.

Guardo para o fim o mais importante, a explicaçao do nome... parcialissimo porque é assim que sou, e que gosto de ser, nas minhas paixões, sejam elas carnais, politicas, futebolisticas ou de outra qualquer tematica.
Considero-me uma pessoa frontal, por vezes até bruta, e que defende de forma muito apaixonada e inflamada todas as suas paixões e crenças, por isso quem me conhece sabe que não haveria melhor nome para um blog onde vou falar principalmente disso, das minhas paixões e crenças.

E realmente, num mundo, e principalmente num pais, tao estupidamente preocupado com o politicamente correcto que maior prazer do que ser parcialissimo?